Actividades

Actividades

Para um programa participado, temos actividades ludo-pedagógicas em família e workshops para grupos escolares, gincanas e jogos autónomos para crianças e jovens adultos explorarem os diferentes significados de Terra.

Isto não é uma coisa

Uma casa, um prédio, uma parede, um chão. Uma pedra, um pedaço de madeira, tecidos, cortiça e areia. O que era uma casa transforma-se em brinquedo. Nem tudo é o que parece ser: nesta oficina-instalação vamos convidar os corpos a brincar com materiais que poderiam ser um pedaço de parede, uma janela ou restos de uma construção. Um convite para estar em movimento, num espaço cuidadosamente preparado em que cada pessoa se torna co-criadora da própria experiência.

Visita acessível

Escolhemos a exposição “Retroactivar” para uma visita descritiva e táctil que vai despertar o interesse pelo potencial de intervenção em territórios quebrados e marginalizados. Vamos tocar em maquetes de cidades, projectos e objectos com histórias reais extraordinárias, de resiliência, oportunidades e soluções contemporâneas e actuais. Queremos contar e fazer experienciar o que se faz em várias cidades do globo, através de iniciativas públicas e comunitárias, e de estúdios de arquitectura que trabalham estas questões.

Imaginable Guidelines

Desafiamos a adaptar à cidade de Lisboa um conjunto de cartas open-source que são directrizes de desenho urbano e cobrem tópicos fundamentais e idiossincráticos da cidade. O objectivo é facilitar um vocabulário comum para capacitar a imaginação colectiva com uma ferramenta que é um jogo proactivo para cidadãos, especialistas e municípios, construírem soluções urbanas em conjunto. Neste workshop vamos construir um protótipo com exemplos concretos da cidade. HEY! Imaginable Guidelines é um projecto original de SANALarc studio em Istambul que está a ser desenvolvido em Lisboa pela Trienal com o colectivo Observatório Urbano.

Ciclos com a Natureza

Nesta oficina vamos descobrir de onde vêm os materiais, o que é a circularidade dos recursos e estimular o pensamento crítico, tendo como base a melhor professora: a Natureza. Recorrendo à criatividade, as crianças vão descobrir novas formas de cuidar dos espaços que as rodeiam com base nas necessidades, recursos e pessoas que as podem ajudar a cumprir os objectivos de casa ou da escola. No final serão verdadeiras especialistas na redução, reciclagem e reutilização, sempre inspiradas pelos ciclos da natureza.

Cidade de Cromos

Cidades há muitas: com casas diferentes, caminhos diferentes, árvores diferentes, cheiros diferentes e conversas iguais. De que precisas tu na tua?
Vamos trocar cromos: mostro-te o que tenho de bom e quero saber o tens de melhor ainda! O que precisamos realmente para estarmos bem e confortáveis? E se juntarmos todas essas receitas num espaço comum para fazer acontecer algo bonito?

Sonhar na Terra

Primeiro sonhas. Depois… acontece? Como é a tua casa do futuro? Bonita, confortável? Fará diferença no mundo que a rodeia? Está sozinha ou acompanhada?
Vamos pensar como pode responder, ou reagir, às grandes mudanças pelas quais o nosso planeta Terra está a passar. Depois juntamos as casas todas e fazemos cidade… ou, será que no futuro haverá cidades como as conhecemos hoje em dia?

Hágua?

Água que vem ou não vem. Muita, pouca ou nada. Nada, se for muita; fura se for pouca. Debaixo dos nossos pés, túneis levam água da montanha ao mar passando pelas nossas casas. Como funciona?

Num jogo de acção-reacção, vamos construir uma engenhoca de recolha e distribuição à escala da nossa cidade. Cada um tem uma palavra a dizer. Mas é em conjunto que fazemos acontecer este nosso encontro com as forças da natureza.

O resultado fica montado para brincar sem parar até ao final do dia!

Do Céu para a Mesa

Este workshop vem abrir o diálogo sobre o papel que a arquitectura pode ter na transformação das cidades, de modelos lineares para modelos circulares com vista à sustentabilidade. Através de uma visita à primeira up farm, no Parque Hortícola Aquilino Ribeiro Machado, em Alvalade, os Parto Atelier propõem não só a exploração do papel da arquitectura nesse contexto, mas também promover o debate sobre o potencial que a horticultura vertical tem de incentivar a auto-sustentabilidade alimentar.
Através da utilização de ferramentas pedagógicas, pretende-se fazer uma aproximação entre o processo de produção e quem consome, com visão na auto-organização comunitária e de modelos socioeconomicamente sustentáveis. Convidamos participantes a envolverem-se praticamente nas várias etapas da produção, desde a preparação do substrato até à colheita e confecção de uma salada Km Zero!

Up Playing

Junta materiais originais, junta pessoas criativas, e vem criar novos jogos!
Esta é uma actividade que promove a utilização de materiais marginalizados para criar jogos mais ou menos conhecidos. Cada família escolhe os materiais e o tipo de jogo que mais gosta e cria três conjugações diferentes. No final leva para casa a sua preferida.

Cidade de Cromos

Cidades há muitas: com casas diferentes, caminhos diferentes, árvores diferentes, cheiros diferentes e conversas iguais. De que precisas tu na tua?
Vamos trocar cromos: mostro-te o que tenho de bom e quero saber o tens de melhor ainda! O que precisamos realmente para estarmos bem e confortáveis? E se juntarmos todas essas receitas num espaço comum para fazer acontecer algo bonito?

Ciclos com a Natureza

Nesta oficina vamos descobrir de onde vêm os materiais, o que é a circularidade dos recursos e estimular o pensamento crítico, tendo como base a melhor professora: a Natureza. Recorrendo à criatividade, as crianças vão descobrir novas formas de cuidar dos espaços que as rodeiam com base nas necessidades, recursos e pessoas que as podem ajudar a cumprir os objectivos de casa ou da escola. No final serão verdadeiras especialistas na redução, reciclagem e reutilização, sempre inspiradas pelos ciclos da natureza.

Brincapé no Pátio

Com estes materiais soltos podes inventar as tuas próprias brincadeiras porque servem para várias coisas (empilhar, esconder, empurrar, encher, etc). Os que aqui vês, chegaram até nós antes de irem para o lixo; foram doados por várias pessoas e organizações, e podem ser agora o que tu desejares, o que a tua imaginação pedir e o que a tua vontade criar. Muitas crianças já usaram estes mesmos materiais em muitas horas de brincadeira. Agora é a tua oportunidade!

Sonhar na Terra

Primeiro sonhas. Depois… acontece? Como é a tua casa do futuro? Bonita, confortável? Fará diferença no mundo que a rodeia? Está sozinha ou acompanhada?
Vamos pensar como pode responder, ou reagir, às grandes mudanças pelas quais o nosso planeta Terra está a passar. Depois juntamos as casas todas e fazemos cidade… ou, será que no futuro haverá cidades como as conhecemos hoje em dia?

Hágua?

Água que vem ou não vem. Muita, pouca ou nada. Nada, se for muita; fura se for pouca.
Debaixo dos nossos pés, túneis levam água da montanha ao mar passando pelas nossas casas. Como funciona?
Num jogo de acção-reacção, vamos construir uma engenhoca de recolha e distribuição à escala da nossa cidade. Cada um tem uma palavra a dizer. Mas é em conjunto que fazemos acontecer este nosso encontro com as forças da natureza.
O resultado fica montado para brincar sem parar até ao final do dia!

Plantar a Cidade

Água que vem ou não vem. Muita, pouca ou nada. Nada, se for muita; fura se for pouca. Debaixo dos nossos pés, túneis levam água da montanha ao mar passando pelas nossas casas. Como funciona?
Num jogo de acção-reacção, vamos construir uma engenhoca de recolha e distribuição à escala da nossa cidade. Cada um tem uma palavra a dizer. Mas é em conjunto que fazemos acontecer este nosso encontro com as forças da natureza.
O resultado fica montado para brincar sem parar até ao final do dia!

Gincana no Palácio

O Palácio Sinel de Cordes já viveu muitas vidas e esconde pequenos tesouros nas suas salas, entre as pedras da calçada do seu jardim e nas suas magníficas árvores. Quando as suas salas são invadidas por objectos estranhos, ganha novos tesouros e novas histórias que vais querer contar. Uma gincana te recebe e à tua família para explorar o Palácio e as suas exposições.

Isto não é uma coisa

Uma casa, um prédio, uma parede, um chão. Uma pedra, um pedaço de madeira, tecidos, cortiça e areia. O que era uma casa transforma-se em brinquedo. Nem tudo é o que parece ser: nesta oficina-instalação vamos convidar os corpos a brincar com materiais que poderiam ser um pedaço de parede, uma janela ou restos de uma construção. Um convite para estar em movimento, num espaço cuidadosamente preparado em que cada pessoa se torna co-criadora da própria experiência.

Setembro

  • 29/9

    Qui

  • 30/9

    Sex

Outubro

  • 1/10

    Sáb

  • 2/10

    Dom

  • 3/10

    Seg

  • 4/10

    Ter

  • 5/10

    Qua

  • 6/10

    Qui

  • 7/10

    Sex

  • 8/10

    Sáb

  • 9/10

    Dom

  • 10/10

    Seg

  • 11/10

    Ter

  • 12/10

    Qua

  • 13/10

    Qui

  • 14/10

    Sex

  • 15/10

    Sáb

  • 16/10

    Dom

  • 17/10

    Seg

  • 18/10

    Ter

  • 19/10

    Qua

  • 20/10

    Qui

  • 21/10

    Sex

  • 22/10

    Sáb

  • 23/10

    Dom

  • 24/10

    Seg

  • 25/10

    Ter

  • 26/10

    Qua

  • 27/10

    Qui

  • 28/10

    Sex

  • 29/10

    Sáb

  • 30/10

    Dom

  • 31/10

    Seg

Novembro

  • 1/11

    Ter

  • 2/11

    Qua

  • 3/11

    Qui

  • 4/11

    Sex

  • 5/11

    Sáb

  • 6/11

    Dom

  • 7/11

    Seg

  • 8/11

    Ter

  • 9/11

    Qua

  • 10/11

    Qui

  • 11/11

    Sex

  • 12/11

    Sáb

  • 13/11

    Dom

  • 14/11

    Seg

  • 15/11

    Ter

  • 16/11

    Qua

  • 17/11

    Qui

  • 18/11

    Sex

  • 19/11

    Sáb

  • 20/11

    Dom

  • 21/11

    Seg

  • 22/11

    Ter

  • 23/11

    Qua

  • 24/11

    Qui

  • 25/11

    Sex

  • 26/11

    Sáb

  • 27/11

    Dom

  • 28/11

    Seg

  • 29/11

    Ter

  • 30/11

    Qua

Dezembro

  • 1/12

    Qui

  • 2/12

    Sex

  • 3/12

    Sáb

  • 4/12

    Dom

  • 5/12

    Seg

  • 6/12

    Ter

  • 7/12

    Qua

  • 8/12

    Qui

  • 9/12

    Sex

  • 10/12

    Sáb

  • 11/12

    Dom

  • 12/12

    Seg

  • 13/12

    Ter

  • 14/12

    Qua

  • 15/12

    Qui

  • 16/12

    Sex

  • 17/12

    Sáb

  • 18/12

    Dom

  • 19/12

    Seg

  • 20/12

    Ter

  • 21/12

    Qua

  • 22/12

    Qui

  • 23/12

    Sex

  • 24/12

    Sáb

  • 25/12

    Dom

  • 26/12

    Seg

  • 27/12

    Ter

  • 28/12

    Qua

  • 29/12

    Qui

  • 30/12

    Sex

  • 31/12

    Sáb

Janeiro

  • 1/1

    Dom

  • 2/1

    Seg

  • 3/1

    Ter

  • 4/1

    Qua

  • 5/1

    Qui

  • 6/1

    Sex

  • 7/1

    Sáb

  • 8/1

    Dom

  • 9/1

    Seg

  • 10/1

    Ter

  • 11/1

    Qua

  • 12/1

    Qui

  • 13/1

    Sex

  • 14/1

    Sáb

  • 15/1

    Dom

  • 16/1

    Seg

  • 17/1

    Ter

  • 18/1

    Qua

  • 19/1

    Qui

  • 20/1

    Sex

  • 21/1

    Sáb

  • 22/1

    Dom

  • 23/1

    Seg

  • 24/1

    Ter

  • 25/1

    Qua

  • 26/1

    Qui

  • 27/1

    Sex

  • 28/1

    Sáb

  • 29/1

    Dom

  • 30/1

    Seg

  • 31/1

    Ter

Fevereiro

  • 1/2

    Qua

  • 2/2

    Qui

  • 3/2

    Sex

  • 4/2

    Sáb

  • 5/2

    Dom

  • 6/2

    Seg

  • 7/2

    Ter

  • 8/2

    Qua

  • 9/2

    Qui

  • 10/2

    Sex

  • 11/2

    Sáb

  • 12/2

    Dom

  • 13/2

    Seg

  • 14/2

    Ter

  • 15/2

    Qua

  • 16/2

    Qui

  • 17/2

    Sex

  • 18/2

    Sáb

  • 19/2

    Dom

  • 20/2

    Seg

  • 21/2

    Ter

  • 22/2

    Qua

  • 23/2

    Qui

  • 24/2

    Sex

  • 25/2

    Sáb

  • 26/2

    Dom

  • 27/2

    Seg

  • 28/2

    Ter

Exposições

até 12 Fev.

Ciclos

Terça a Domingo: 10h—18h
CCB – Garagem Sul

Visitas

até 12 Fev.

Visitas Guiadas para Grupos

Duração: entre 60 a 90 minutos
Lotação: varia de acordo com a exposição; grupos grandes devem ser divididos
Preço: varia de acordo com a exposição
Marcação para várias exposições: visitas@trienaldelisboa.com (antecedência mínima de sete dias)

Visitas

até 12 Fev.

Visitas e Actividades para Escolas

Duração: entre 60 a 90 minutos
Lotação: varia de acordo com a exposição; grupos grandes devem ser divididos
Preço: varia de acordo com a exposição
Marcação para várias exposições: visitas@trienaldelisboa.com (antecedência mínima de sete dias)

Exposições

até 26 Mar.

Inquietação: Arquitectura e Energia em Portugal

Terça a Domingo: 10h—13h, 14h—18h
Galerias Municipais – Galeria Avenida da India

c. e. m. – Centro em Movimento

Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea

Galerias Municipais – Galeria Avenida da India

Palácio Sinel de Cordes

Carpintarias de S. Lázaro

Gulbenkian – Auditório 2

MAAT – Central Tejo

CCB – Garagem Sul

MNAC – Museu Nacional de Arte Contemporânea

Culturgest